História do AARN

HISTÓRICO A.A. NO RIO GRANDE DO NORTE

No dia 27 de Julho do ano de 1975, Alcoólicos Anônimos chegava ao Rio Grande do Norte. No município de Caicó, região Seridó do Estado, um grupo de bebedores-problemas se reuniu, procurando uma maneira de manter-se sóbrio. Foi então formado o Grupo Seridó de A.A., abrigado no Sobrado Velho da Praça da Liberdade, naquela cidade.

A mensagem foi trazida por um seridoense radicado no Rio de Janeiro e que, chegando à sua cidade natal (Caicó), procurou velhos amigos e companheiros de bebida da época da juventude. Num primeiro contato, conseguiu abordar um deles, e o levou a uma reunião na cidade de Patos – PB. Estava, pois aberto o caminho para formação de Alcoólicos Anônimos no Rio Grande do Norte.

Apadrinhados pelos Grupos Nego e Redenção, de João Pessoa (PB), esses companheiros vieram a Natal com o propósito de plantar a semente de Alcoólicos Anônimos na Capital do Estado. A reunião foi realizada dia 26 de novembro de 1976, nascendo assim o Grupo Natal. Trazendo a Esperança para homens e mulheres que não conseguiam controlar sua maneira de beber e precisavam de ajuda.

Sendo o primeiro formado na capital, o Grupo Natal passou a ser frequentado regularmente, criando assim condições para apadrinhar o surgimento de novos grupos.

Assim, no dia 20 de fevereiro de 1978, era formado o Grupo Esperança, após iniciativa de grande número de companheiros que precisavam se deslocar do seu bairro para o centro da cidade. Com muita luta, fizeram nascer este Grupo, que no decorrer de sua história viu desencadear (e apadrinhou) um processo que levou à formação de vários outros grupos na capital e no interior do Estado.

ESTRUTURA DE SERVIÇOS Os Grupos foram surgindo, mas a Área não tinha ainda uma estrutura de serviços para acompanhar e apadrinhar o funcionamento destes Grupos. Em 1984, foi feita a primeira tentativa de organizar uma Central de Serviços. As reuniões se davam aos sábados, no Grupo Potiguar, mas divergências levaram ao seu fechamento. Com a divisão havida, deu-se o crescimento, e em 1985, com reuniões ainda no Grupo Potiguar, os companheiros retomaram os trabalhos, visando à reabertura da Central. Em 10 de Abril de 1985, a Central de Serviços se instala na Praça Padre João Maria, nº. 58 1º Andar Centro, Natal-RN. Como todo começo é difícil, a luta foi grande. Na época, os Grupos Zona Norte e Ponta Negra já estavam consolidados, e começaram a apadrinhar o surgimento de novos grupos. No entanto, a necessidade de uma estrutura de serviços gerais foi se tornando inadiável. Um dos companheiros que viveram aqueles dias difíceis foi a Recife-PE, e de lá trouxe 02 (dois) manuais e informativos sobre serviços. Com o estudo desse material, foi constatado que o Rio Grande do Norte não podia mais prescindir de uma estrutura de serviços gerais. Passou então a ser articulada a formação dessa estrutura, com os RSGs (que faziam parte do Conselho de Representantes) passando a ser a voz dos Grupos nas reuniões da Central. Seguiram-se reuniões de esclarecimentos, e em dois encontros realizados em Mossoró, (o segundo contou com a participação do Custódio da Região Nordeste), foram repassadas informações em nível de Área. E, de acordo com o Manual de Serviços, necessário se fez por em prática o conceito de Área, sendo de fundamental importância a formação de Distritos. Foi então que nasceu a ideia de formar-se o 1º Distrito, na Capital. A proposta foi sendo amadurecida e trabalhada, até que no dia 26 de Julho de 1990, surgiu o Distrito I, que começou funcionando no Grupo Potiguar. No mês seguinte, era formado o Distrito II, em Mossoró. Não demorou muito e este Distrito fechou. No dia 11 de novembro de 1990, a Área realizava sua 1ª Assembleia, quando foram eleitos o Coordenador e um Delegado, estando assim formada a Estrutura de Serviços Gerais no Estado. Em 1992, o Distrito I desmembra-se, surgindo o Distrito VIII, na zona norte da capital. Em julho de 1993, o Distrito II é reaberto, desta feita em Natal, abrangendo grupos da zona sul. Daí para frente, o Rio Grande do Norte passou a participar de eventos em outras Áreas, sempre buscando informações e apadrinhamento para que nossa estrutura fosse uma realidade. Houve muito empenho dos companheiros de então, que muitas das vezes se privaram da convivência familiar para dar assistência aos Grupos. E financeiramente, também arcaram com as despesas iniciais, porque as contribuições dos Grupos demoraram a chegar. Hoje, temos 02 (dois) Escritórios de Serviços Locais (Natal e Mossoró) em pleno funcionamento e 08 (oito) Distritos formados 04 (quatro) na Capital e 04 (quatro) no interior do Estado. Registrados, temos 79 Grupos. Essa realidade, e nossa presença em todos os eventos, Conferências de Serviços Gerais, Convenções e Seminários regionais de 1990 para cá, além dos inúmeros eventos locais que realizamos nos deu suporte para sediar 02 (dois) Seminários Nordeste.

Print Friendly, PDF & Email